Qual a hora de recomeçar?

É fatal: pensamos em recomeço sempre depois que caímos. Não importa o motivo que nos derrote, precisamos da dor para considerar a hipótese de levantar.

No entanto, de um certo ponto de vista,  recomeçar assim, neste estado, pode ser o começo de um novo fracasso. Pois estamos cansados, desprotegidos, ainda sentindo os efeitos da frustração e da queda.

Falta-nos inspiração, por mais que sobrem motivos para levantar.

Por onde começar

Sempre que reflito sobre começos e recomeços, penso em propósitos. Naquilo o que está ali na frente, acenando para nós. Uma verdade mais forte que tudo. Uma ideia. Uma crença. Um motivo autêntico e verdadeiro, esse que de fato nos mobiliza, que toca-nos a razão e a emoção ao mesmo tempo. Nos faz, realmente, querer levantar.

Recomeçar é o dedo divino tocando a nossa alma, despertando mais que a coragem e a vontade.  Despertando o sentido.

O recomeço tem que ser cego, guiado pela alma, pelo coração, pelo amor.

Mas será que para recomeçar precisamos de uma lição de dor?

O renascimento está no sol de cada manhã, no dobrar de uma esquina, em um encontro casual.

No telefone que toca, na água que mata a nossa sede.

O renascimento está em cada batida do coração, nos olhos que piscam, na mão que estendemos a quem precisa.

Está no perdão e na gratidão. Na generosidade e na compaixão.

Na coragem de enfrentar o novo e de reinventar o velho.

Recomeçar é um ato de poder, de ousadia, de confiança e fé na vida. No dia de amanhã. Na esperança.

Recomeçar pode estar no brilho dos olhos de quem amamos mesmo à distância, em um sorriso, no toque suave da companheira quando ainda estamos despertando pela manhã.

E o que de fato está recomeçando em nós?

Recomeço. Reencontro. Religação. Reflexão. Reconquista. Reanimar. Reaprender. Reciclar. Reinventar…

Seu coração sabe o caminho

Como se pode ver, podemos recomeçar de vários jeitos, de várias formas. O importante é seguir a voz do nosso coração. Na maioria das vezes ele sabe o caminho e tem as respostas.

E a hora de recomeçar é a que você tiver vontade, desde que tenha, diante de você, um grande motivo para isso.

As forças virão, pode estar certo disso.

Importante entender e acreditar fielmente que recomeçar  nem sempre vem depois do fracasso.

Não existem recomeços

Tem gente que cai e levanta e segue sem a menor cerimônia, como se nem tivesse acontecido nada. Que tipo de recomeço é esse? Otimista, positivo, firme.

A dor derruba, de fato. E levantar com dor, como disse no começo, não é a melhor maneira. A motivação é uma porta que abre só dentro da gente. Só a gente tem as respostas. Só a gente tem os verdadeiros motivos para agir, levantar, sacodir a poeira e dar a volta por cima.

É preciso ser forte para recomeçar. É preciso ter clareza, firmeza e segurança para recomeçar. Não é qualquer um e de qualquer jeito.

O recomeço tem que ser sustentado por algo maior que a gente, algo que faça sentido, senão é frágil.

Para começar precisamos deixar de lado hábitos ruins como reclamar, se ver sempre como vítima, como perdedor ou derrotado.

Recomeçar é para os fortes.

Mas uma coisa é certa: não existem recomeços. É sempre um novo começo. Com novas experiências, novos aprendizados, nova energia. O caminho muda, o olhar muda, estamos sempre começando de novo. E essa é a magia. O que estamos fazendo com as lições que aprendemos diariamente. Afinal, o futuro é apenas um espelho do nosso hoje, aqui e agora.